Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Pequeno T2 à venda

Os meus novos vizinhos são surdos. Ouvem televisão pelas alturas (no quarto, que fica por cima do meu), e falam aos berros (acrescente-se, até altas horas da noite). Não costumo discriminar ninguém, principalmente quem tem este tipo de limitação auditiva... mas estou realmente com vontade de me mudar!
Se conhecerem algum interessado (de preferência que, para seu próprio bem, também oiça mal), é favor informar...

Até sempre,
C&C
PS - Além disso primam pela simpatia. A primeira vez que nos cruzámos o homem fez-me uma cara de mau que só me apetecia fugir...

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Frases sentidas #23

"Aquele que desperdiça o dia de hoje, lamentando o de ontem, desperdiçará o de amanhã, lamentando o de hoje."
P Raskin

Em 2010, deixemo-nos de lamentos, e passemos às acções! Ou, como na frase do anúncio (o que eu gosto das frases dos anúncios, essa iluminada fonte de sabedoria) da Galp de apoio à selecção:
"Menos ais, menos ais, menos ais, queremos muito mais"!

Até sempre,
C&C

Over and over again

Um dos problemas de ter um blog e irmos deixando aqui os "pequenos nadas" de que é feita a nossa vida, é em dia de balanço ir relê-lo, e chegar à conclusão que mês após mês (ano após ano), vamos persistindo nos mesmos erros, recalcando nos mesmos defeitos, cometendo as mesmas falhas... Sempre a bater nas mesmas teclas já gastas...
Por isso mesmo, hoje prometo (a mim, que não estou a ver que isso interesse a mais alguém) que vou para a caminha cedo :-)))

Até sempre,
C&C
PS - Ufa... respiro de alivio ao olhar para TV e ver que afinal o Flashforward não acabou... Não que tenha a ver com o tema do post, mas pronto, também gosto de partilhar as coisas que me deixam satisfeita!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Venha 2010 que já estou farta de 2009 :-)))


Confesso que este ano o balanço é mesmo só para manter a tradição. Sempre gostei de o fazer, porque me ajudava a organizar ideias e a traçar planos para o futuro. Mas este ano 2009 foi muito estranho... além disso, sinto que este ano me escapou por entre os dedos...

De forma que tento que seja organizada, mas por ordem "analfabrútica", cá vai (parece o horoscopo mas ao contrário :-)))):

Na família

2009 trouxe-nos o pequeno principe R, um bebé que tenho a honra de "amadrinhar", se bem que ainda não oficialmente. Lindo, simpático, um verdadeiro doce. Até doentinho, como estava na última vez que o vi, é tão, mas tão especial... Adoro-te meu lindo!
A R cada vez menos bebé, cada vez mais a minha "companheirinha". Se não fosse comer mal, os meus sentidos babados de mãe diriam simplesmente: "perfeita"!
Os desentendimentos familiares apaziguaram-se e houve alguma reaproximação na sequência da doença do meu padrinho. Quis o destino que acabasse por falecer no mesmo ano em que lhe foi diagnosticado cancro no estômago, no seu dia de aniversário... 55 anos, filhos ainda muito novos que sofrem agora de uma dor que eu tão bem conheço, e a quem espero conseguir dar todo o apoio de que precisam e merecem...
Com os amigos (que, como alguém disse, são a familia que nos é permitido escolher) - neste ano consolidei novas amizades, sobretudo com colegas do trabalho, o que me deixa muito feliz.

No trabalho

Foi um ano complicadissimo, por problemas diversos que nem vale a pena aprofundar. Para além disso, houve chefe novo na casa, e as necessárias adaptações a formas de trabalhar muito diferentes. Um novo esforço de conquista de confiança, que felizmente (estamos a falar de uma pessoa que não deixa transparecer com facilidade a opinião que tem de nós) hoje confirmei que consegui ganhar. Ouvi: "Parabéns!" dito de uma forma convicta... Entre muitas outras coisas ouvi também uma coisa muito engraçada, e que para mim vale ouro, principalmente no contexto: "a Cookie é um elemento "desanuviador" na equipa". Eu sei... o meu bom feitio lá vai acalmando os ânimos, e procurando evitar conflitos.
De qualquer forma, apesar de me sentir integrada e reconhecida, e de ter o chamado "emprego para a vida", uma das resoluções de ano novo é sem dúvida voltar à procura activa de emprego. Não me identifico com a área na qual trabalho, sinto que estou a passar ao lado da carreira que me deixaria realizada... E por mais "confortável" que seja a minha situação está mais que na altura, não posso esquecer que com os meus 33 anos estou a ficar velha, profissionalmente falando...

No amor...

... nem me apetece falar. Parte do ano decorreu com a convicção de que a minha relação com o D já não estava a funcionar, de que por algum estranho motivo tinhamos deixado de conseguir comunicar e já não conseguiamos fazer o outro feliz. A decisão foi muito custosa, mas era inevitável. Estou desde o inicio de Setembro sózinha, e neste momento é assim que me sinto...
O facto de sentir que o D era mais do que um amigo foi a gota de água que fez com que o "copo" do meu casamento transbordasse, e a separação se tornasse inevitável. Escrevo isto para dizer que há muitos anos (muitos anos mesmo) que o meu coração não estava desocupado, e não é fácil...

Em momentos...

Em 2009 fui ao México (semanas antes da Gripe A :-) ) e realizei o sonho de ir com a minha filha à Disneyland. Este foi um momento sem dúvida especial, para ela, mas também para mim... Fui criança de novo, andei aos saltinhos, com totós... Diverti-me à brava. Foram momentos extraordinários que vivemos e que recordarei para sempre.
Já me esquecia... o meu blog deu um programa de rádio, na Rádio Comercial. A Cookie lá teve os seus "5 minutos de fama". Foi muito giro, e animou esses dias. Obrigada mais uma vez à RC.

Desculpem o post extenso (como se eu acreditasse que alguém o vai conseguir ler todo :-))), foi um ano esquisito, mas ainda assim dificil de resumir.
Termino este ano entre nostalgias e indecisões, a ponderar os próximos passos e procurando determinação para fazer com que 2010 não seja mais um ano que se arrasta. Que seja um ano de passos seguros, determinados e na direcção correcta: a da felicidade!

Até sempre,
C&C

domingo, 27 de dezembro de 2009

Para amanhã...

Amanhã vai ser dia de reunião de avaliação anual, pelo que não estou certa de estar inspirada by night... Mas se estiver, amanhã pretendo fazer aqui no blog (e na minha cabeça, já agora), o balanço de 2009.

Termino este ano nostálgica. Com saudades de como já me senti e agora não me sinto, com vontade / necessidade de fazer algo diferente, sem saber o quê... Foi um ano muito estranho, teve altos mas também teve baixos... Chorei muito... mas também ri bastante...

(o resto fica para amanhã que este já é o terceiro post do dia... acho que também estava com saudades do meu blog :-) )

Até sempre,
C&C

Livros - actualização

Ontem através de um comentário dei-me conta que tinha deixado completamente esquecidos os comentários sobre os livros que tenho lido... Para corrigir essa falha, cá fica, de forma muito resumida:

Inteligência emocional, de Daniel Goleman
O autor (um dos percussores da corrente da psicologia que destaca a inteligência emocional como um dos principais factores de sucesso na vida social) faz neste livro uma abordagem a esta temática. A emoção, o temperamento, o QE (Quociente emocional) em substituição ao tradicional QI. Muito interessante.



A rapariga que inventou um sonho, de Haruki Murakami
Já há algum tempo que queria ler alguma coisa deste autor, mas acho que escolhi mal o livro. Este é um livro de contos, quase todos com uma componente de fantasia. Não apreciei.



(inevitavelmente) Caim, de José Saramago

Sendo este um dos meus autores preferidos e com tanta polémica gerada em torno deste livro, a minha curiosidade era grande.
Em minha opinião a polémica é inteiramente devida, o livro é uma bofetada nos crentes católicos, porque na sua viagem pela Terra e pelas eras Caim mais não faz do que ir passando pelos cenários de maior destruição e crueldade da Biblia. O Deus no livro Caim é egoísta, caprichoso e cruel...
Gostei, não fica nos meus preferidos de Saramago, mas é interessante e dá que pensar...



Mais alto que as palavras, de Jenny McCarthy
Esta actriz, actualmente casada com Jim Carrey, descreve no livro a viagem que fez com o seu filho pelo mundo do autismo, desde o desespero e a completa desorientação até uma caminhada de progressos e esperança. Muito interessante para quem quer ficar a saber um pouco mais sobre este problema, que tem tido uma evolução galopante, e que segundo as estatísticas mais recentes atinge 1 em cada 150 crianças.



E pronto, está feito o trabalho de casa :-)))


Até sempre,
C&C

As coisas mais simples...

Passado o Natal, e "n" brinquedos novos depois, para além da Wii, que nos divertiu às duas (e que me deixou com o braço direito dorido), posso dizer que a brincadeira principal da minha filha no dia de hoje foi a de sempre, à volta de folhas, cadernos e marcadores, a pintar, fazer letras ou contas...
Tanto pediu ao Pai Natal o Nenuco Cabeleireiro, e, pelo menos hoje, nem lhe pegou...
Para ver se o Pai Natal (e a mãe) aprendem...

Quanto à mãe, hoje andou entretida com mais um brinquedo novo, presente surpresa da Vó Céu! (Obrigada!)
Até sempre,
C&C

sábado, 26 de dezembro de 2009

Um dia tranquilo... ou não...

E, num dia que tinha tudo para ser tão sossegado, eis que tenho os meus vizinhos de cima a fazerem mudanças, mas com tal estrondo que mais parece que andam a atirar os móveis violentamente contra as paredes...
Ao incómodo por este barulho, junta-se a curiosidade / preocupação, em saber se será só em dia de mudança que serão assim tão barulhentos... É que já há uns meses que estava (mal) habituada a não ter ninguém no apartamento de cima... Era um sossego...

Até sempre,
C&C
PS - Enquanto escrevo este post, a minha filha está a arrumar a cozinha :-))) Vida dificil esta minha! (vou lá mas é o mais rápido possível, porque daqui a pouco ainda há cacos)

Programa para amanhã...

... instalar e experimentar o brinquedo novo!
O presente foi para a R e a pedido dela... mas sinceramente, não sei quem é que se vai divertir mais :-)))

Até sempre,
C&C

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Jingle Bells, Jingle Bells

O meu desejo para quem por aqui passa é que o Pai Natal vos coloque no sapatinho aquilo que é mais importante: muita saúde para vós e os que vos são queridos... Tudo o resto vem por acréscimo!

Muito obrigada, por andarem por aqui... eu por cá continuarei!!!

Até sempre, e um feliz Natal!
Cookie
PS1 - E já agora, não aproveitem esta quadra para comerem muitos dos meus familiares (cookies e afins)... O meu caso é dramático. Passo o ano a anunciar ao mundo a minha paixão por chocolate... e depois, o que é que me oferecem no Natal? Pois... já adivinharam... e eu, tadita de mim, vou comê-los todos!!!
PS2 - Na foto acima deixo a árvore de Natal mais bonita que vi este ano. A foto não lhe faz justiça mas foi o que encontrei na net. Guimarães!

sábado, 19 de dezembro de 2009

Notícia de última hora

Após uma ida de rotina à cabeleireira, os caracóis nos cabelos da minha filha, de que eu tanto gostava, desapareceram completamente...
Há algum tempo que notava que estavam menos definidos, mas confesso que não estava preparada. Parece que tenho uma filha nova :-)
Linda na mesma, mas completamente diferente... E feliz da vida, porque já há imenso tempo me dizia que queria ter o cabelo liso...

Até sempre,
C&C

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

É a vida...

3 dias depois deste post, não sem pré-aviso, mas sem que nada fizesse prever (nem a mim nem aos mais próximos) que acontecesse de forma tão rápida, partiu outro dos eixos da minha família.
Sinto-me como se tivesse sido atropelada por um camião... Mas também sinto que estou a fazer pelos meus familiares o melhor que neste momento me é possível...
Até sempre,
C&C
Até sempre, padrinho... Vou sentir a tua falta...

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

You are wonderful tonight :-)))

Hoje tinha pensado escrever algo divertido, para contrariar o post de ontem, e para que ninguém pense que eu estou realmente em baixo. (Não é assim, simplesmente nestas alturas fazemos balanços do que temos, do que tivemos e do que perdemos... Vejo-me perante a perspectiva de passar a noite de Natal apenas com mais duas pessoas (e sem a minha filha), e isso não me deixa propriamente muito animada... Mas enfim, havemos de fazer a festa.)

Mais uma vez já escrevi mais do que queria sobre o assunto... Enfim, como não me está a ocorrer nada de melhor para escrever, vou aqui deixar uma curiosidade.
Não sou muito vaidosa (diria a minha irmã que sou a pessoa menos vaidosa que ela conhece). Gosto de andar arranjada, mas não me produzo, maquiagem é coisa rara, e os acessórios pouco variam. Não estou a exagerar se disser que passo meses sem comprar roupa. É com algum embaraço que admito isto, mas enfim, é assim que eu sou...
Uma das (poucas) vantagens que isto tem, é que quando me decido arranjar, toda a gente repara... Na passada sexta-feira tive o jantar de Natal da empresa, uma festa onde estão cerca de 150 pessoas das diversas unidades da nossa direcção. Já nos outros anos, porque gosto de representar bem a unidade à qual pertenço, esse foi dia de cabeleireira e maquiagem. Neste ano resolvi acrescentar um vestido à produção... Nada de especial, era um simples vestido preto, curto (mas não em demasia) - ainda por cima emprestado (obrigada mana). E ainda hoje (4 dias depois) andei a ouvir os mais variados comentários elogiosos. Até rosas me ofereceram no jantar... E já me chegaram a dizer que era a mulher mais bonita do jantar... Enfim, exageros masculinos à parte, a verdade é que se eu andasse sempre assim, no jantar ninguém teria reparado na minha pessoa :-)))
(Confesso que, sem entrar em qualquer tipo de euforia... fez bem ao ego)

Até sempre,
C&C

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Desculpem lá este post...

Ano após ano, nesta época natalicia, não consigo evitar que na minha mente desfilem imagens, como se de um filme se tratasse, daquela noite, daquela hora, em que a minha vida se virou de pernas para o ar. Penso que não serei a única pessoa que, apesar de acabar sempre por se deixar contagiar pelo espírito natalicio, fica um pouco deprimida por esta altura. Porque esta é a época da família, e nessa noite, nessa hora, a minha perdeu o seu eixo. Não faço ideia como seria a minha vida se nessa noite, nessa hora, o céu não tivesse desabado sobre a minha cabeça, quando me disseram que o meu pai tinha partido, deixando sem pré-aviso o mundo dos vivos... Sei que tinha uma família unida, que passávamos os natais juntos, e, volvidos 8 anos, nada é como nesses tempos. Entre zangas, doenças, divórcios, problemas atrás de problemas, acabámos por nos afastar. Penso que é normal, os ponteiros do relógio também nunca mais funcionam quando perdem o seu eixo...

Desculpem, mas este blog é também um espaço de desabafos, e estava a precisar de deixar sair esta tristeza... Já me sinto melhor... Obrigada por estarem desse lado.

Até sempre,
C&C

domingo, 13 de dezembro de 2009

Episódio Natalício

"Mãe, o que é aquele saco tão grande que está ali em cima do teu roupeiro?"
Imediatamente fico com vontade de me esbofetear, enquanto invento uma desculpa esfarrapada que, felizmente, colou... Não é fácil esconder um presente enorme num apartamento pequeno, mas fechar a porta do roupeiro... é facílimo! Porque é que eu sou tão cabeça no ar?

Até sempre,
C&C

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Tou a ficar velhota...

Hoje, qual verdadeira fada do lar, lá me tive que dedicar à costura, perante o espanto da R., que por algum motivo achava que eu não era capaz de coser o botão que tinha saído da bata do infantário.
Os sinais da idade evidenciaram-se quando tentei enfiar a linha na agulha. Acho que estive uns 10 min a tentar executar esta tarefa... E estava quase a desistir, tristíssima, por me lembrar que ainda há bem pouco tempo, era a mim que as meninas mais velhas da familia pediam para o fazer. Mas finalmente, aconteceu o já inesperado, e um sorriso de vitória desenhou-se no meu rosto... Prova superada!

A visita ao oftalmologista fica para mais tarde :-)))

Até sempre,
C&C

domingo, 6 de dezembro de 2009

Pelo menos numa coisa sou (ou tenho sido) sortuda...


Eu sei que ainda há dias reclamei do tempo, mas hoje apetece-me voltar ao tema. Para dizer que detesto conduzir à noite e com chuva, o que tem acontecido imensas vezes nos ultimos tempos. Tem estado sempre a chover e antes das 6h da tarde já está escuro. Hoje o meu coração quase saltou pela boca, quando perdi o controlo do carro num lençol de água... Felizmente a minha estrelinha continua em forma, ainda não foi desta, eu e o carro estamos inteirinhos, a R. estava com o pai, nem sequer passou pelo susto. Mas admito que ando com receio, com tantos quilómetros nas pernas não basta ser uma boa condutora, a sorte também tem ajudado (e muito). Que o diga a minha amiga A. que ainda há dias ficou sem carro num acidente em que não teve culpa nenhuma...
Enfim, vamos mas é (tentar) andar devagarinho e ter muito cuidado, para não desafiar a sorte...

Até sempre,
C&C

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Deolinda - Mal por mal

Hoje deram-me a ouvir esta música, que não conhecia. Achei imensa piada, principalmente à letra. Fez-me lembrar de algumas pessoas que eu conheço...
"Já sou quem tu queres que eu seja
Tenho emprego e uma vida normal
mas quando acordo e não sei
Quem eu sou, quem me tornei
Eu começo a bater mal
O teu bem faz-me tão mal!

Já me enquadro na tua estrutura
Não ofendo a tua moral
Mas quando me impões o teu bem
Eu ainda sinto aquém
O teu bem faz-me tão mal
O teu bem faz-me tão mal!

Sei que esperas que não desiluda
Que por bem siga o teu ideal
Mas não quero seguir ninguém
Por mais que me queiras bem
O teu bem faz-me tão mal,
O teu bem faz-me tão mal!

Sei que me vais virar do avesso
Se eu te disser que foi em mim que apostei
Não, não é nada que me rale
Mesmo que me faças mal.
Do avesso eu te direi
O teu mal faz-me tão bem! "

Aqui fica o
link para o clip da musica

Até sempre,
C&C

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Não gosto mesmo nada deste tempo...

Ano após ano, chegando a esta altura, a cada dia que passa vou-me deixando enredar mais e mais pelo peso da rotina, e limito-me à satisfação das necessidades de sobrevivência. Não me dou nada bem com este tempo, detesto sair de casa ainda com pouca luz do dia e só regressar já com noite cerrada. Detesto sair para passear ao fim-de-semana, quando lá fora está frio, chuva e nevoeiro... Apodera-se de mim um cansaço tal, que me limito a fazer o minimo, e só me apetece ficar sentada na sala sob a minha mantinha, bem quentinha, a ver o que quer que seja que passa na televisão. Acontecimentos recentes também não têm ajudado ao meu estado de espirito. Às vezes, parece que tudo conspira contra nós.
Após alguns dias neste estado de letargia, ano após ano chego à mesma conclusão óbvia: vou ter que me "vitaminar".
E pronto, ainda esta semana, lá me vou eu dirigir à farmácia em busca de algo que, em substituição do sol e do calor, que ainda vêm longe, ajude a reduzir esta sensação de cansaço extremo, e enfrentar o dia a dia com mais ânimo e determinação. Ou pelo menos que me dê essa ilusão...
Qualquer dia, vou mesmo ter que me mudar para os trópicos :-)

Até sempre,
C&C
PS - Pelo exposto, a produção neste blog anda assim, a modos que, desinspirada... Vamos ver se melhora...