Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

domingo, 28 de junho de 2009

Ai a idade...

Entre uma semana em stress pelo trimestre quase a terminar e a preparar a visita do presidente lá ao estaminé, e o desfile de moda organizado pela associação empresarial local no qual a R participou, e em que para ela conseguir ver alguma coisa eu tive q passar imenso tempo com ela ao colo e às cavalitas, acordei no Sábado com uma dor muscular num ombro que quase me impedia de me movimentar. Entretanto, era dia do Festival Panda e não dava para amolecer, por isso toca a tomar umas bombas (porque uma mãe não pára) e lá pego no carro para fazer a viagem (120 kms ida e volta). O regresso (já sem o efeito dos medicamentos) foi um pesadelo.
Felizmente cá em casa tinha o D para me ajudar... e pude ir para a caminha às 21h. Hoje acordei melhorzinha e passei o dia sem fazer grandes esforços, para ver se amanhã consigo iniciar a semana já recuperada...
Às vezes esqueço-me que já não tenho 20 anos...
Até sempre,
C&C

quarta-feira, 24 de junho de 2009

A 2ª maior vergonha da minha vida

Uns dias antes de repetir o famoso teste, comentava com o D. que se chumbasse outra vez (lembro que era um exame obrigatório mas sobre um tema que não me desperta o menor interesse, que os conteudos da formação on-line eram volumosos, e que apesar de tudo na 1ª tentativa tive 68%, no entanto a nota minima para obter a certificação era de 70% - ou seja, fiquei a uma resposta de passar) seria a 2ª maior vergonha da minha vida.
A pergunta óbvia foi, "e qual foi a 1ª?". Com uma ou outra pista, ele não conseguiu descobrir, e eu, mázinha, deixei a resposta em suspenso.
E aqui fica também a resposta em suspenso... Alguém quer tentar adivinhar????
Eu prometo que em breve me confessarei!

Entretanto aproveito para informar (com enorme alivio e alguma satisfação) que passei na 2ª fase do exame, com 86%! Está feito e já me safei!

Até sempre,
C&C

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Meia hora


Há uns dias, andava eu nos meus afazeres, e a R pediu-me para brincar com ela. Como eu lhe disse que não podia, ela virou-se para mim muito séria e disse-me: "Mãe, tu estás sempre a trabalhar!"

Fiquei a matutar nesta frase durante algum tempo, porque me afectou. Na verdade, e principalmente durante a semana, eu ando sempre com a minha filha "a toques". De manhã, porque nos levantamos muito cedo mas ainda assim sempre nas ultimas, é sempre: R, levanta-te, R, lava os dentes, R, temos q nos despachar. Ao fim do dia, quando chegamos a casa, ela vai normalmente para o quarto brincar enquanto eu faço o jantar, durante o jantar eu estou sempre a insistir para ela comer mais rapido (demora séculos), depois a despachar para o banho, para lavar os dentes, secar o cabelo, enfim.

E depois de muito matutar, por achar que seria humanamente impossível fazer melhor (tenho mesmo que a deitar cedo senão no dia seguinte ninguém a tira da cama), resolvi instituir a "meia hora diária para a brincadeira". Com muita disciplina e cortando 5 a 10 minutos aqui e ali, e também pedindo a colaboração dela (para jantar mais rápido, para tomar banho de chuveiro em vez de banheira), acho que vai ser possível. E ainda que ela tenha que se deitar também uns 10 minutos mais tarde.
Hoje conseguimos!!! (e isto apesar de eu ter chegado super tarde e muito cansada do trabalho) Estivemos a experimentar um jogo que lhe ofereceram no aniversário, e senti que para ela foi muito importante. Para mim também foi!

Tenho é que ter muito mais disciplina nisto do que costumo ter em outros objectivos que defino... Afinal, a minha filha merece...

Até sempre,
C&C

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Parabéns querida filha!

Adoro-te! És a minha alegria, é contigo que dou as maiores gargalhadas, que aprendo ou reaprendo tantas coisas. Agradeço todos os dias por te ter na minha vida!
Cada vez mais menina, cada vez mais responsável e autonoma, e tão, tão meiguinha. E a mãe cada vez mais com um orgulho em ti que é quase incontido!
Um beijo enorme e repleto de amor, minha princesa!
Mãe

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Disneyland e Paris

Como prometido, cá fica o relato sobre esta viagem tão especial que fizemos a três, entre os dias 8 e 12 de Junho.
1º dia
Paris acolhe-nos com chuva... Chegamos ao hotel à hora do almoço, e depois de almoçarmos no Planet Hollywood fomos para o Disneyland Park.
Chegamos ao parque na hora da Disney's Once Upon a Dream Parade. Os carros parecem-me ainda mais grandiosos e bonitos que da primeira vez. Pelo meio da multidão a R. vislumbra o castelo da Bela Adormecida, e diz-me que é "muitissimo bonito". O brilho nos seus olhitos é inesquecível...
Na Fantasyland visitamos o Sleaping Beauty Castle, Le Carrousel de Lancelot, O Dumbo the Flying Elephant e o fabuloso "Is't a small wordl", uma viagem de barco pelo mundo em ponto pequeno, com bonecos ilustrativos dos vários povos. Uma enorme surpresa, pelo colorido, pela mensagem, pela beleza. O melhor do dia!


2º dia

Ainda com chuva, se bem que com alguns intervalos de trégua.
Passámos a manhã no Disneyland Park. No Discoveryland eu e a R. fomos aos carrinhos da Autopia, enquanto o D se aventurou na alucinante Space Mountain. Seguimos depois para o Star Tours, em que a R acabou por não querer ir, mas que o D adorou (aliás, passou o tempo todo a dizer que eu também tinha que lá ir), a seguir, o Buzz Lightyear Laser Blast (super divertido!).
Na Frontierland entramos na Phantom Manor ("e eu não tive medo nenhum, mamã"), e Thunder Mesa Riverboat Landing.
De tarde, passámos ao Walt Disney Studios, onde após passarmos no Disney Studio 1, fomos ao Animagique, ao Cinemagique, e ao Stitch Live, um cómico espectáculo interactivo onde fiquei a achar muita piada a este boneco que conhecia mal. Ao final da tarde, assistimos à parada Disney Stars & Cars, muito gira, porque os bonecos circulam e vêm cumprimentar os miudos.
O melhor do dia: se a R não tivesse chorado no Buzz LightYear, talvez porque a mãe se entusiasmou tanto a fazer pontaria que não lhe deu a devida atenção, seria esse. Mas assim, elejo o Stitch Live. Foi muito engraçado, a plateia participa e até entra na animação.


3º dia



Mais uma vez no Disneyland Park começamos pela Fantasyland e pelas Mad Hatter's Tea Cups, Alice's Curious Labyrinth, Blanche Neige et Les Setp Nains e Les Voyages de Pinocchio. Na Adventureland, La Cabane des Robinson, Adventure Isle, Pirates of the Caribbean, um engraçado passeio de barco pelas aldeias dos piratas, La passage Enchanté d'Alladin. Pelo meio o D ainda se aventurou em mais uma montanha russa, o Indiana Jones and tne Temple of Peril.
À tarde, no Walt Disney Studios, o Armageddon: Les Effects Speciaux (o único em que a R se assustou verdadeiramente, quando a estação espacial entrou em chamas e o chão começou aos solavancos... ufa), passando para algo verdadeiramente infantil, o Playhouse Disney Live on Stage. A seguir, o Studio Tram Tour: Behind The Magic, uma viagem pelos bastidores do cinema, onde num cenário um camião entra em chamas e de repente uma cascata de água nos deixa praticamente sem vermos nada... A seguir, ainda houve tempo para o Cars Quatro Roues Rallye, Les Tapis Volants, e Art of Disney Animation.
O melhor do dia: Hesito entre o Pirates of the Caribbean e o Studio Tram Tour.


4º dia - Paris


Começamos a visita pelo Arco do Triunfo, seguimos no Hop on Hop Of para o Trocadero, com a sua fabulosa vista sobre a Torre Eiffel, para onde nos deslocamos de seguida. Subimos pelas 700 escadas até ao 2º piso (a R sempre pelo seu pé), acabámos por almoçar em simples pique-nique nos relvados adjacentes. Delicioso, mas não pela comida :-)))
Continuamos para o Louvre, que não tivemos tempo para visitar, e demos um passeio pelo jardin des Tulleries. A seguir para a catedral de Notre Damme. Parámos na Opera, e daí fomos de metro até ao Sacré Coeur, onde passamos um dos melhores momentos do dia. Pelo monumento, que é lindo, pela vista sobre Paris... mas sobretudo pela atmosfera exterior. Finalmente estava sol, e nas escadarias imensa gente, simplesmente a relaxar, enquanto um artista de rua tocava e cantava... E a R dançava alegremente! A seguir ainda fomos ver o Moulin Rouge, eu sempre atenta para ver se a R continuava a circular distraidamente sem reparar nas lojas da rua :-)))

5º dia

A nossa viagem estava quase a terminar... No parque a R quis ir novamente ao carrossel, e o D acompanhou-a, enquanto eu fui circulando e tirando algumas fotos dos bonecos que por lá andavam. Depois, almoço e as compras de ultima hora... o tempo voou e não deu para muito mais...
Como já tinha referido, foram 5 dias que pareceram muitos mais. Das coisas mais especiais, principalmente para a R, foi a interacção com os bonecos, que acabou por ser ainda maior porque estavamos alojados num dos hoteis Disney.

Ainda ficaram coisas por ver, uma de que já nos tinham falado, o Peter Pan's Flight, que estava fechado, outra que me disseram ao chegar que era muito gira, o Crush's Coaster (pelo que vi achei logo que a R ía ter medo e optamos por não experimentar).

E ainda bem, porque gostava de lá voltar, de preferência com o pequeno R em estreia!!!!


Até sempre,
C&C

terça-feira, 16 de junho de 2009

Notas soltas


Em reunião

Hoje na reunião semanal o chefe falava sobre ambição e motivação, quando disse "eu gostava de ter a Cookie nesta equipa como gestora durante muitos anos, mas sei que dentro de algum tempo ela vai ganhar asas e assumir outras responsabilidades". Falava de um modo genérico e a seguir fez questão de dizer que tinha falado em mim como podia ter falado noutra pessoa... mas eu senti ali um clique... Ao fim de 6 meses, senti finalmente que consegui conquistar profissionalmente o meu chefe, e fiquei muito satisfeita com isso!

No restaurante

Hoje fui buscar qualquer coisa para jantar a um restaurante do shopping, e notei algo estranho na empregada que me atendia. Discretamente, olhei com mais atenção... e percebo (ou melhor, não percebo) o que me causa estranheza: voz de mulher, mas braços peludos como um homem; seios de mulher, e barba... Fui muito bem atendida, mas não posso deixar de dizer que me fez confusão. Não sou uma pessoa preconceituosa, e compreendo perfeitamente a angustia de alguém que sente que nasceu no corpo errado, assim como também percebo que essa pessoa entenda fazer aquilo que a medicina já permite para se transformar em quem realmente é... E além disso para assumir esta fase de transição é preciso muita coragem, sobretudo numa terra pequena como aquela em que eu estava. Mas enfim, é estranho...

No jardim

Apenas para esclarecer, informo que o parque infantil do post abaixo não é uma foto do que está aqui no prédio. Mas este também está muito giro...

Em casa

Quando finalmente ganhei coragem para aceder ao curso on-line verifiquei que a password está expirada... ou que por algum motivo não consigo entrar... E por isso estou aqui :-)))

Até sempre
C&C

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Pormenores no regresso

Um bom :-))))) ao chegar a casa, ter a surpresa de ver instalado no condominio do prédio um pequeno parque infantil. Adivinhem quem adorou? Era uma coisa que já se tinha falado nas reuniões de condominio, mas que não sabia que se iria concretizar já. Ainda por cima, como fica num local completamente fechado e mesmo por baixo do meu apartamento (moro no RC), posso até controlar a R. da janela, e promover desta forma tranquila e segura a autonomia dela!

Um mau :-(((( As férias foram tão boas (e intensas) que realmente desliguei de tudo o que por cá se passava. Tanto que só ontem me lembrei que ainda esta semana vou ter que ir repetir o famoso exame de que em tempos falei. Escusado será dizer que fiquei logo mal disposta... Ainda não arranjei coragem para voltar ao site da formação... Lá vou ter que fazer umas noitadas esta semana.

Por isso este post é breve e o relato da viagem fica adiado por uns dias...

Até sempre,
C&C

domingo, 14 de junho de 2009

Será que me deixam voltar se eu fizer uma birra? :-)))

Estou de regresso, depois de 5 dias mágicos, vividos tão intensamente que parece até que passou muito mais tempo. Dias de sorrisos e gargalhadas, muita brincadeira e alguma traquinice :-))). Seria impossível não ser criança novamente na Disneyland... Mesmo não sendo a primeira vez que lá fui, e mesmo tendo chovido quase todos os dias, a magia dos parques é contagiante. Para a R., foi sem dúvida especial... Nunca vou esquecer a expressão no rosto dela quando viu o castelo da Bela Adormecida, enquanto dizia "é muitissimo bonito". Foi fabuloso poder proporcionar-lhe esta experiência!
E nunca como nesses dias os seus "gosto de ti" e "adoro-te" foram ditos de uma forma tão repetida, e sentida... Acompanhados de "milhentos" (como ela diz) beijinhos... Não há nada melhor no mundo do que ser mimado por um filho!!!

Prometo para breve um relato mais detalhado destas férias, também para minha memória futura...

Até sempre,
Cookie

sábado, 6 de junho de 2009

De volta à infância...

Durante a próxima semana, vou voltar a ser criança... Vou voltar a ter cerca de 5 anos, darei muitas gargalhadas, e vou brincar, brincar muito ao lado dos meus mais fieis companheiros de folia, a R. e o D.
Ao fazê-lo vou realizar um sonho, levar a minha filha a um sitio no qual os sonhos das crianças ganham vida própria (sei-o porque já lá estive e essa sensação foi bem evidente).
Se precisarem de alguma coisa, perguntem ao Mickey, ele saberá onde me encontrar!

Até sempre,
C&C

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Hoje é dia de festa!!!


Às duas meninas do dia os meus sentidos parabéns!
À minha avó, pelos 82 anos, ainda cheios de energia, e à minha querida R., hoje pela segunda vez em grande nas marchas integradas nas festas da cidade... Num dia pontuado pela chuva, que felizmente teve um intervalo na altura em que os miudos dançaram, mas com muitos, e sentidos sorrisos. Dela, dos amigos, das professoras, da familia orgulhosa, e dos conhecidos que se deixavam enternecer pela alegria contagiante da minha princesa!

Foi também a primeira visita do pequeno R. à terrinha, com passagem pela casa da madrinha. Como sempre, portou-se lindamente!


Não posso deixar de dizer que é quase pasmada que assisto a momentos como o da foto. Primeiro, uma grande alegria pela cumplicidade que se gerou entre uma das mais pequenas e uma das mais idosas da familia... Hoje, lá foi vê-las outra vez a brincarem alegremente com a plasticina, enquanto conversavam animadamente :-))) Depois, a forma como a minha avó (que repito, fez hoje 82 anos) pega na R. (com mais de 18 kgs) ao colo. Com tudo o que já passou durante a sua longa vida, é caso para dizer que estamos perante uma verdadeira e impressionante força da natureza!


Parabéns, minhas queridas! Adoro-vos!
Até sempre,

C&C

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Destino? Coincidência? Sorte?

Desculpem voltar ao tema, mas há coisas que fazem realmente pensar.
O avião da Air France que se despenhou no oceano, estava em overbooking. Imagino no aeroporto várias pessoas furiosas com a situação, e se fartaram de barafustar com os funcionários da companhia, e a exigirem um lugar no avião. Afinal, o overbooking salvou-lhes a vida...
O advogado luso-brasileiro que se chegou a dizer que estava a bordo, não embarcou porque não foi autorizado pelos serviços do aeroporto, por ter o passaporte caducado... Deve-se ter estado a insultar mentalmente por ter sido tão distraído... Está vivo, e de saúde. Diz que vai a Fátima para celebrar o facto de poder ter uma segunda vida...
Até sempre,
C&C
PS - Voltei ao tema mas não estou com medo. Felizmente a minha relação com os aviões sempre foi pacifica.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Eu bem digo...

Já tinha em tempos comentado isso, e continua a verificar-se... uns dias antes de eu fazer uma viagem de avião há sempre um acidente... Desta vez não é na companhia na qual eu vou viajar, mas o destino do avião é o mesmo que o meu...
E lá (ou melhor, cá) fica a familia a cismar mais um bocadinho...
Quanto a mim, estou "na boa", porque vou de férias... e sem querer ser exagerada, vou mesmo realizar um sonho... E além disso, felizmente a pior fase profissional dos meus quase 10 anos de experiência está praticamente ultrapassada, o que ajuda à tranquilidade! (nunca mais é sexta-feira :-)))))
Até sempre,
C&C

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Frases sentidas #12


(ou neste caso, como de alguém de quem não gostamos particularmente - ou quase nada, mesmo - consegue de repente sair uma verdadeira pérola de sabedoria)

E para contextualizar, não posso deixar de dizer que estavamos numa reunião, em que essa pessoa começou por sugerir que ninguém atendesse os telemóveis , para que ela pudesse demorar meia hora, em vez de 1:30. Logo depois desta frase e vinda sei lá de onde começou uma dissertação onde lá pelo meio se saiu com o seguinte:

"Todas as pessoas têm a vida presa por um fio, simplesmente ninguém sabe qual a grossura desse fio"

É mesmo assim, há fios que parecem inquebráveis (pessoas com boa condição fisica, jovens e saudáveis), mas que de repente e sem que alguém o espere se partem, e outros que até parecem mais frageis mas que afinal têm uma resistência inesperada.

O âmbito da "dissertação" era basicamente o carpe diem. O outro elemento presente na reunião comentou depois que só a partir de uma certa idade é que as pessoas sentiam isso na pele, e que eu (a mais nova presente), ainda não tinha chegado a essa idade. Discordei. Não tem nada a ver com idade, mas com vivências. E ver o fio de alguém que amamos e longe de quem nunca imaginamos que era possível viver quebrar-se no espaço de poucas horas, por mais duro que seja, é uma lição de vida que nos faz colocar tudo em perspectiva... E faz com que o carpe diem seja a unica forma de viver que faz realmente sentido... Tenhamos nós 20 ou 50 anos...

Até sempre,
C&C

O dia mais feliz

Fui ontem surpreendida por uma frase da minha filha, quando perante o programa para o Dia da Criança, me disse: "Amanhã vai ser o dia mais feliz da minha vida". O meu radar de mãe não conseguiu ficar completamente tranquilo, por um lado o depósito de muita expectativa em algo que afinal não era assim nada de especial, e por outro lado, não me perguntem porquê, mas andei todo o dia cismada que pudesse acontecer alguma coisa... Enfim... Ainda por cima hoje ela teve um pesadelo e acordou de manhã a chorar, coisa que não é nada normal, a dizer que sonhou que estava no parque e tinha aparecido lá um tigre. Mais cismada fiquei...
Mas bom, entre um dia ao ar livre na escolinha com almoço e lanche em pique-nique e a visita ao local de trabalho da mamã, juntamente com os filhos dos outros colegas de trabalho, tudo decorreu com normalidade, e ainda tivemos alguns extras que fizeram com que ao final do dia ela confirmasse, já em retrospectiva, que tinha mesmo sido o dia mais feliz.
Quanto aos extras, de manhã cruzei-me com a educadora substituta da R. (a dela está em licença de parto), que ainda não conhecia, e recebi imensos elogios, que é muito organizada, muito perfeitinha, bem comportada e sociável... Este extra foi mais para mim, mas saí do infantário babada....
Além disso, como não saímos tarde da festinha no trabalho da mãe, ainda fomos dar umas voltinhas nos carrosseis que já estão aqui na cidade para as festas (coisa que faço sempre antes da própria festa, porque não gosto de me meter em confusões), e tivemos direito a um jantarinho de mãe e filha numa esplanada solarenga...
Adormeceu, como noutros dias, depois de uma chuva de beijos à mamã, e quando já nos tinhamos despedido voltou a chamar-me ao quarto apenas para me dizer: "gosto mesmo de ti".
E pronto, prometo que nos próximos textos mudarei de tema :-))) (é que gosto mesmo muito deste)

Até sempre,
C&C