Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

É hoje! É hoje!!!

A poucas horas de entrar em "modo chinelo". Finalmente :-)))))))))))))))

Até sempre,
Cookie

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Caixinha de surpresas #5

Ontem a R percebeu que eu e o J estavamos "amuados" um com o outro, numa daquelas nossas picardias, sempre do mesmo tipo: tempestades em copos de água. Então resolveu que ía fazer com que nós fizessemos as pazes, mas à maneira dela, como nos contos de fadas. :-)
Pediu-me para subir para o quarto e disse-me para quando ele chegasse eu fazer uma vénia e lhe estender a mão. Ainda reclamou que eu devia trocar de roupa, lá achou que não estava vestida para a ocasião, mas pronto, não fomos tão longe. A ele disse para subir também, e quando me visse abrir um grande sorriso e pegar na minha mão para a beijar. E pronto, escusado será dizer que a picardia se diluiu entre risos, num abraço bem apertado em que a envolvemos também. Maravilhosa a minha pequenina. Adorei o empenho dela, podia perfeitamente não ter ligado nenhuma e pensar "eles que são grandes que se entendam". Mas não, não descansou enquanto não alcançou o seu objetivo. É nestas alturas que eu fico totalmente encantada com ela...

E para ti, querido J., o melhor de nos zangarmos, é mesmo fazermos as pazes…


Até sempre,


Cookie

sábado, 6 de agosto de 2011

Soneto do amor total - Vinicius de Moraes

Para ti... por ti...

"Amo-te tanto, meu amor... não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude."


Tua,

M.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Será isto o destino?

Ontem, a propósito do que tem acontecido nas nossas vidas e nas de quem também já fez parte delas, eu e o J. conversávamos sobre como tudo acabou por se ajustar e como aparentemente todos estão neste momento melhor do que há uns anos atrás.

Eu e o J. fomos feitos um para o outro, não me restam grandes dúvidas acerca disso. Lembro-me tantas vezes da frase de Jack Nicholson a Helen Hunt no filme "Melhor é impossível", em que ele lhe confessava os seus sentimentos dizendo-lhe "you make me want to be a better man". Acho que é a essência do amor, querer e conseguir ser uma melhor pessoa, porque o nosso companheiro ou companheira desperta aquilo que de melhor nós temos. Assim é connosco. Sei que o J. é muito melhor companheiro comigo do que foi na sua anterior relação, mais meigo, mais atencioso, mais cooperante nas tarefas domésticas. Ele chega ao ponto de me ir buscar o comprimido que eu tenho q tomar todos os dias e me esqueço 90% das vezes. Às vezes parece que se preocupa mais comigo do que eu própria. E ele também desperta o meu lado melhor, mais meigo, mais preocupado, mas atento. Sei bem que nem sempre fui assim.

Mas voltando ao assunto... o meu ex-marido também encontrou uma pessoa que, apesar de não conhecer bem, me parece muito mais certa para ele. Aparenta ser uma pessoa menos sensível, e não lhe fará com certeza muita confusão ter um companheiro que não seja atento às pequenas coisas, que não seja carinhoso.

A ex-mulher do J também tem um companheiro aparentemente mais carinhoso e prestável em casa do que o J era com ela. Diria ela que acabou por sair a ganhar, digo eu que nunca conheceu nem valorizou o homem que teve com ela durante tantos anos. É curioso como se consegue estar tanto tempo com alguém sem nunca chegar a conhecer essa pessoa. Por outro lado, também parece que ela lhe faz muito mais companhia a ele, acompanha-o ao café ou a festas, coisas que com o J não fazia.

No fundo parece que se baralharam e voltaram a organizar as peças do puzzle, obtendo-se encaixes muito melhores.

Tinhamos dois casamentos infelizes, agora temos 3 casais (aparentemente) felizes.

E à luz do tempo, fico feliz por ter havido coragem para se dar a pedrada no charco, a coragem de tomar decisões e mudar de vida... Não foi fácil, mas hoje estamos todos melhor assim.


Até sempre,

Cookie