Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Se calhar é de família...

Um pouco em jeito de brincadeira, o meu ex-cunhado por afinidade (casado com a irmã do meu ex-marido) fez este comentário quando me comunicou que se íam divorciar.
Podia ter-lhe dito, não brinques com coisas sérias, mas a verdade é que já pensei muito nisso. Será que os filhos de casais disfuncionais podem ser membros de casais felizes?
A verdade é que quer o meu ex-marido, quer a irmã, viveram toda a vida a referência de casamento dos pais, que só continuam casados por hábito ou conveniência social. Amor é coisa que talvez tenha existido naquele casamento, mas muito no ínicio, companheirismo... tenho dúvidas, e até o respeito se perdeu... Como esperar que alguém que tem como modelo uma relação de tanto distanciamento e discussões constantes consiga ser no seu relacionamento carinhoso, companheiro, compreensivo? Tudo aquilo que nunca viu nas suas referências...
Não quero com isto dizer, obviamente, que os pais sejam culpados. Tal como os filhos, são vitimas da situação. Se alguma culpa tiveram foi a de não terem coragem suficiente ou visão que lhes permitisse concluir que talvez fosse melhor, apesar de no inicio mais doloroso, dar um novo rumo às suas vidas.
Muitas vezes pensei que o distanciamento que via no meu ex-marido era em tudo semelhante ao que via no pai em relação à mãe. E pesei na decisão de me separar o facto de rever no futuro do meu casamento aquilo que via no casamento dos pais dele. Não queria isso para mim... não queria isso para a minha filha...
Por tudo isto me considero uma das pessoas mais sortudas do mundo, por estar a construir as bases de uma relação que tem tudo para ser um modelo, por ter encontrado alguém que acredito que pode ser um COMPANHEIRO para a vida.
Alguém que tal como eu teve a felicidade de viver com pais que se amavam, apesar dos pesares, e dos altos e baixos da vida...

Num próximo post, abordarei um tema muito falado no dia de hoje: "Será o divórcio contagioso?"

Até sempre,
C&C

Um comentário:

Anônimo disse...

Olá mana,
Aqui estou para te dar os Parabéns por este blog.
Gostei muito dos conteúdos.
Não esperava tanta criatividade.
Continua ...
Uma grande beijoca.
SR