Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Amizade à primeira vista


Até hoje aconteceu por duas vezes na minha vida. Conhecer alguém, e logo nas primeiras conversas saber que aquela pessoa vai conseguir chegar àquele patamar mais elevado na escala, que é o dos AMIGOS!
Já conheço uma dessas pessoas há uns 13 anos (como o tempo passa), desde os tempos da faculdade. E apesar de morarmos e trabalharmos em locais distantes, e por esse motivo o contacto não ser frequente, a amizade perdura...


Ontem fui jantar com esta amiga.


O melhor de revermos um amigo com quem já não estamos há algum tempo, é sentir que nada se perdeu pelo caminho, que as conversas fluem com toda a naturalidade (como se nos tivessemos visto no dia anterior) e que é preciso que aconteça algo do tipo os empregados do restaurante virem fechar os estores das janelas para percebermos que entretanto já se passaram várias horas...


Foi delicioso o nosso jantar, querida SS. Não pelo menu (mas o que importou afinal a comida ?!??), mas pela companhia...


Que venham mais destes.

Até sempre,
C&C
PS - Curioso também reparar que esta amiga (também leitora assídua deste blog), como não fala comigo com frequência, para além de ler os meus posts, interpreta-os... interpreta-me... E curioso ir contando "fiz isto, fiz aquilo", e ir obtendo aqui e ali a resposta, "eu sei". Pois... uma parte da minha vida está mesmo aqui...

2 comentários:

mfc disse...

A empatia sempre nos fez esquecer das horas.

Anônimo disse...

Acho que é a primeira vez que alguem fala de mim num blog:). Ainda por cima para dizer bem de mim. Muito, muito obrigada. Vou ficar uma convencida. hehe

Mesmo quando sabemos/pressentimos que as pessoas gostam de nós, é sempre bom ouvir/ler. Só para termos a certeza :)
Mas no teu caso, não precisas de o dizer, porque eu sinto que temos uma empatia grande e acredito que é uma amizade que não desaparecerá. A distancia e o tempo, não abalam as verdadeiras amizades. Aliás, como muito bem disseste, nada fica pelo caminho.

Eu quando te conheci também senti uma empatia muito grande. E, como sabes, isso acontece-me muito, mas mesmo muito raramente. Entendemo-nos e compreendemo-nos sempre muito bem.

Como já te disse, leio o blog, e muitas vezes faço-o quando me sinto desanimada, quando preciso de ouvir uma voz amiga. sou muito reservada, e devia falar mais e sair mais com os amigos, mas por vezes só de pensar neles, saber que se precisar deles eles estarão lá, já é suficiente. Ao ler o blog lembro-me sempre da grande amiga que tenho. E se consigo ter como amiga uma pessoa tão extraordinária é porque algo de bom também tenho de ter :)))))

Quanto ao jantar, desde que a companhia seja boa, como foi o caso ;). Mas vá lá, o menu não foi mau. Só faltou o bolo de chocolate. Temos de marcar um jantar em minha casa, quando tiver mesa e cadeiras...
Pensando bem, ao ritmo a que estou a mobilar, é melhor irmos pensando no proximo restaurante ;)

Bj

S.