Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

domingo, 1 de março de 2009

Um polipost... aposto que já tinham saudades :-))))

Entre muitos assuntos que tenho para abordar, e retomando uma antiga tradição, cá vai mais um fabuloso polipost (prometo não me alongar muito)

... Filmes - Milk

De entre a lista de preferências, esta sexta-feira calhou mais um dos nomeados para os Óscares. Com uma prestação realmente fabulosa de Sean Penn, confesso que este filme não me tocou particularmente. Isto porque não sou partidária de qualquer tipo de fenómeno de activismo... para mim é como naquele antigo slogan "todos diferentes, todos iguais", sejam gays, hetero, brancos, amarelos ou pretos, homens ou mulheres, ricos ou pobres. Desde que as liberdades individuais não colidam umas com as outras, por mim está tudo bem... Mas não nego que para chegarmos a este ponto, terei porventura muito a agradecer às avozinhas de muitos de nós, na sua luta pela igualdade de direitos das mulheres...
Gostei, mas não adorei...

... Livros - O caminho menos percorrido (M. Scott Peck, psiquiatra)
Um livro que começa com a frase "a vida é dificil", e que aborda o tema da resolução dos problemas. Sendo a vida dificil a forma como os abordamos é sem dúvida a chave principal para a felicidade. Fez-me bem ler este livro nesta altura, porque realmente tinha assuntos dificeis para abordar, e sem duvida que uma das coisas mais importantes que aprendi na minha vida foi que se não abordarmos os assuntos incómodos de forma rápida e determinada eles agigantam-se e tornam-se verdadeiras tempestades duradouras e de consequências enormes, quando poderiam ter sido meros aguaceiros, intensos mas passageiros.
Pontuação para o livro: 3 valores (descambou um pouco quando resvalou para o espiritualismo, no meu entender).

... I love walking :-)))

Com o regresso do tempo ameno estou a retomar aquela que é (oficialmente) a unica actividade fisica que eu faço com prazer... caminhadas!!!
Um verdadeiro privilégio quando se tem a possibilidade de o praticar numa terra que a isso convida, bem plana e com a possibilidade de fazer um extenso percurso sem passar mais do que uma vez com o mesmo sitio, com a visão retemperadora do mar que tanto estimula os sentidos... Ontem tive a possibilidade de fazer uma caminhada de 6 kms, logo de manhazinha... Fantástico: a cidade a acordar, o tempo ameno e ligeiramente nublado sobre a orla maritima, e a companhia do rádio do meu pedómetro para ajudar ao ambiente!!!
O efeito é como o (que dizem) que tem o Red Bull - revitaliza corpo e mente...
Para tentar repetir todas as quintas ao final do dia e Sábados de manhã.
... À portuguesa

Por uma vez na vida decidi fazer as coisas como o faz o bom português (numa de desenrasque) e como correu bem, não resisto a partilhar...
Como vamos fazer a viagem de férias no dia 16 tinha necessidade de tirar o passaporte para a R., e como a morada no BI estava desactualizada, liguei para a loja do cidadão e para a conservatória do registo civil da terrinha, tendo-me sido dada a mesma informação: teria que tirar primeiro o cartão do cidadão, e depois aguardar que este chegasse para ir tirar o passaporte. Fiquei logo stressada, porque sabia que para algumas pessoas o cartão do cidadão estava a demorar muito tempo, mas fui obedientemente tirá-lo. Mas decidi também ir ao Governo Civil, na loja do cidadão, tirar as teimas e saber se era mesmo assim e não havia outra possibilidade... Resultado: o passaporte da R. já está na minha mão e já não há stress de ter os documentos a tempo das férias... cartão do cidadão, nem vê-lo.
Moral da história: Às vezes queremos fazer tudo tão certinho que só acabamos por nos prejudicarmos...

E pronto, já falei de tudo... Agora esgotei os assuntos, portanto contem com o próximo post só lá para Abril... Eheheheh!!!
Beijocas e até sempre,
C&C

Um comentário:

Mary disse...

Estás a brincar, também eu retomei as minhas caminhadas! Agora, vou todos os dias a pé para casa dos meus pais... ou cá para casa. E que bem que me sabe!

O pior é a chuva, que parece querer voltar...