Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Com a cabeça nas nuvens...

Admito... a minha produtividade laboral não tem sido grande...
Há tantas coisas a tratar, a nível pessoal, que a concentração para o trabalho tem sofrido um bocado... mas lá me vou esforçando.
Neste momento estou a ver o meu sonho da casa nova a materializar-se, mas tornar esse sonho realidade implica uma série de tarefas (desde o crédito, à instalação da luz, do gás,a escolha de mobilias). Enfim, tudo o que preciso para a transformar num lar.

Há dias brincava com o D., dizendo que uma das principais diferenças que tinhamos era na forma como lidavamos com o facto de termos coisas para tratar. O D. vive descontraídamente com isso, se não tratar hoje, trata amanhã, ou para o mês que vem... Já eu, enquanto não tenho tudo resolvido não tenho descanso, fico stressada, agitada e aérea. Não consigo desligar.

É verdade que podia viver esta fase com mais tranquilidade, mas talvez também não esteja a conseguir fazê-lo porque estive à espera muito tempo... Tempo demais!
Mas finalmente posso ir tratando de tudo, e este stress, apesar de ser um pouco desgastante, é positivo! Estou feliz! Mas também ansiosa por finalmente ter tudo tratado, estar confortávelmente instalada no meu novo apartamento, com a minha filha...

Até sempre,
(vou comprar toalhas e lençóis :-)))
C&C

3 comentários:

Mary disse...

Como eu te compreendo: há bem pouco tempo, também tive uma fase em que andava sempre com a cabeça nas nuvens e não havia maneira de aterrar...

...mas mais do que isso, percebo perfeitamente a tua "frustração" perante a descontracção do D. Cá em casa passa-se o mesmo: eu sempre a planear e a executar e PM a protelar :-(

Cookie disse...

Mary,
Quando li a palavra "frustração", ainda que entre aspas, pensei: não é nada disso...
E preparava-me para escrever um texto, considerando-me uma pessoa que reage bem ao facto de sermos diferentes. Depois comecei a recordar situações concretas e pensei: "M., tu estás no caminho certo, mas ainda tens taaaaaanto que aprender...".
Mas acredito que um casal que consiga gerir as diferenças de forma inteligente, tem tudo para funcionar...
Mas támbém acho que o que descrevi é uma diferença natural entre os sexos. Não te parece que por natureza as mulheres tendem mais a executar, e os homens a planear?
Um beijo,
M

Mary disse...

Cookie,

Desculpa a palavra tão forte, pu-la entre aspas porque, na altura, não me ocorreu outra e também a senti muito dramática...

Aquilo que que falavas é, de facto, uma diferença que existe na maioria dos casais - e que sempre existirá.

No meu caso concreto, provoca-me a dita "frustração" (muito pontual e pequenina), mas que é sempre ultrapassada e esquecida.

Acho que, no final de contas, faz parte do "pacote" :-)